Nova lei do senado empregada domestica

22 de julho de 2014
Nova lei do senado empregada domestica. As notícias do Brasil e do mundo nas manchetes dos principais jornais do país. O Globo Manchete: Negócios coletivos – Empresas de ônibus lucram até com vans Motoristas legalizados acusam Fetranspor de falta de transparência Transporte alternativo paga taxa de 8% sobre sua receita a empresas criadas pela entidade para processar a bilhetagem eletrônica A teia dos negócios controlados pelos empresários de



Nova lei do senado empregada domestica. Preparem o bolso, empregada doméstica em alta, só não sei se vai ter patrão ou patroa disposto a desembolsar o aumento e apertar ainda mais seu orçamento. Hoje o empregado doméstico que recebe salário mínimo no valor R$ 755, com a nova lei o custo total do empregado, com encargos e vale-transporte: R$ 1.142,02 / a bagatela POR ANO: R$ 13.704,27 A grande mudança trazida pelas novas regras é a equiparação dos



Nova lei do senado empregada domestica. Atualmente o pagamento do FGTS para empregadas domésticas é opcional, a partir de agora, neste instante que você está lendo este artigo, passa a ser obrigatório o recolhimento pelo patrão de 8% do salário do empregado doméstico ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e de 1% a 3% do Seguro Acidente de Trabalho (SAT) – dependendo do grau de risco do trabalho. Em relação ao limite de horas trabalhadas,